skip to Main Content

Smart Solutions for Smart Grids

tijuco_preto1_web

O sistema de paralelismo de transformadores de potência equipados com comutadores de derivação em carga tradicionalmente é realizado por um painel eletromecânico, com indicação analógica de Tap e mudança de Tap manual. Este projeto exige um tempo elevado para o elaboração e instalação do painel sendo a manutenção periódica.

A modernização para o sistema de paralelismo digital torna desnecessário o uso do painel de paralelismo sendo possível à instalação dos equipamentos em qualquer painel já existente na sala de controle. Com o sistema digital é possível realizar o paralelismo com transformadores de diferentes fabricantes com tempo de comutação distinto, a expansão do sistema com a inserção de novos transformadores em paralelo pode ser realizada adquirindo apenas um novo equipamento e conectando a rede dos equipamentos já existentes.

A manutenção é simples e rápida sendo normalmente apenas visual, o sistema emite alarmes quando na presença de qualquer anormalidade na operação do paralelismo. Isto mostra a flexibilidade e a economia gerada pela digitalização do sistema de paralelismo.

O produto – Supervisor de Paralelismo Síncrono – SPS

sensor_SPSO Supervisor de Paralelismo Síncrono da Treetech incorpora as funções dos diversos equipamentos que eram utilizados no passado para o controle de paralelismo de transformadores, tais como chaves seletoras Mestre/Comandado/Individual, Manual/Automático e Local/Remoto, indicadores de posição de tap, relés auxiliares para lógica eletromecânica, dentre outros. Por esse motivo, a fiação de comando e o número de componentes ficam extremamente reduzidos, aumentando consideravelmente a confiabilidade geral e reduzindo os tempos de mão de obra para instalação e testes, além de simplificar em grande extensão a manutenção.

Veja na reportagem abaixo como o Supervisor de Paralelismo Treetech pode facilitar o paralelismo entre transformadores.

Tijuco Preto tem novas configurações

Modernização do sistema dos bancos de autotransformadores substitui manual com indicação analógica por digital.

logo_furnas

A Divisão de Manutenção Eletroeletrônica (DSMI.O), subordinada ao Departamento de Produção São Paulo (DRL.O), concluiu, no mês de outubro, a modernização do sistema de controle de TAPs dos bancos de autotransformadores e reguladores série AT01/RS01, AT02/RS02 e AT03/RS03 da Subestação de Tijuco Preto (SP). Esta implementação envolveu o reprojeto de todo o sistema de controle de TAPs do setor de 500KV da subestação. O novo sistema permite o controle remoto dos TAPs, que anteriormente era manual e com indicação analógica.

Para a modernização do sistema, a equipe composta por cinco funcionários readaptou os cubículos dos transformadores e retirou de operação os cubículos comuns dos comutadores sob carga (OLTC).

De acordo com o engenheiro Luis Carlos dos Santos, a medida agregará ganhos aos sistemas de plugs a serem instalados, pois compatibiliza circuitos de controle de TAPs de três fabricantes diferentes dos autotransformadores reguladores, tornando desnecessárias modificações adicionais nos momentos de substituição de qualquer fase dos mesmos por unidade reserva.

A atividade demandou 30 dias de trabalho para cada autotransformador regulador. Neste período, foram executados o projeto, preparação de fiação e cabos, instalação de novos dispositivos e dois dias para o desligamento de cada banco para a energização do novo sistema. “Em razão da substituição do sistema de tap´s por um digital, a manutenção é facilitada e o processo de monitoração é interativo, pois é feito por uma lógica do controlador através de software”, justifica o técnico Sérgio Luiz Mistura.

A equipe contou com o apoio dos departamentos de Engenharia Elétrica (DEL.T) e de Construção de Transmissão Sul (DTS.T), da Divisão de Engenharia de Proteção, Controle e Supervisão (DPCS.T) e Escritório de Construção de Mogi (ECMO.T).

Fonte: Revista Furnas, Novembro de 2005

Back To Top