skip to Main Content

Smart Solutions for Smart Grids


logo_Petrobras_antigoEm busca do aumento da qualidade dos produtos e da capacidade da Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), que atualmente responde por 12% da produção nacional de derivados de petróleo, a Petrobras destinou U$$ 5,4 bilhões para o processo de ampliação e modernização entre os anos de 2008 e 2011.

As novas instalações irão produzir coque de petróleo, gasolina e diesel, gás de cozinha, propeno e hexano, além de aumentar em 10% a capacidade de produção.

A modernização prevê uma série de melhorias, como a construção de três caldeiras a vapor, um centro integrado de controle, novas subestações para transmissão de energia elétrica e de tratamento de efluentes, além de cinco unidades de produção principais, dentre as quais uma para a produção de propeno e outra para coque.

Para alimentar as Unidades de Produção de Propeno, a Repar adquiriu da ABB o fornecimento de uma subestação, composta por quatro transformadores de 69/13,8 kV. Os transformadores são WEG e o sistema de monitoração será integralmente fornecido pela Treetech. Ele consiste em solução completa de comando, supervisão, sensoriamento e monitoramento on-line do transformador utilizando o Sigma4net™. Assim, ao garantir o fornecimento de energia com qualidade e confiabilidade, a Treetech, por meio de seus sistemas, também contribuirá para que a Repar viabilize, com maior segurança, o processo de adequação do combustível às mais avançadas legislações internacionais.

case-repar-02

Este foi o primeiro sistema de monitoramento para transformadores adquiridos pela Petrobras. Ele utiliza arquitetura descentralizada constituída de sensores (IEDs) para aquisição de dados e o software Sigma4net™ para monitoramento on-line de ativos. “A aquisição foi feita visando o aumento da eficiência e confiabilidade no fornecimento de energia para a nova unidade e a continuidade do processo de produção”, comenta o analista de sistemas da Treetech Sistemas Digitais, Luis Lopes.

De acordo com o coordenador comercial da empresa, Márcio Costa, o sistema permite integrar o monitoramento dos transformadores de duas subestações em uma única plataforma on-line e conectada à intranet da Repar. Além disso, por ser dotado do software Sigma4net™, é capaz de monitorar dois projetos em épocas e plantas distintas. Finalmente, o coordenador destaca que os transformadores adquiridos pela WEG já possuem 80% de sensores da Treetech. “Apenas foi necessária a aquisição de alguns sensores para atender as especificações da Repar”, completa Márcio Costa.

case-repar-03

O analista de sistemas Luis Lopes ressalta a importância do projeto para a Repar, iniciado pela Treetech em janeiro de 2008 e concluído em setembro de 2009. “Para nós, realizar um projeto junto à Petrobras é de extrema importância. Atender a uma empresa com rígidas especificações é um desafio conquistado pelo trabalho e qualidade de nossos colaboradores, equipamentos e serviços”.

Abaixo, a relação de equipamentos e soluções promovidas pela Treetech:

  • Monitoração de 4 transformadores (2 – 42 MVA e 2 – 13 MVA) de 69 kV na SE 5143 de distribuição (projeto ABB x WEG).
  • Utilização de rede de comunicação RS 485 .
  • A possibilidade de acompanhar em tempo real e de forma on-line o estado de operação dos transformadores da subestação da Repar.
  • Treinamento sobre todo o sistema para os operadores e agentes de manutenção envolvidos no projeto.

A Treetech também forneceu sensores (IEDs) instalados nos transformadores e na sala de controle:

  1. TM1 (Monitor de Temperatura)
  2. AVR (Reguladores de Tensão)
  3. BM (Monitor de Buchas)
  4. Sensor de gás
  5. SPS (Supervisor de Paralelismo)
  6. DM2 (Módulo de Aquisição de Dados)
  7. MBR (Ruptura de Membrana/Bolsa)
  8. DTM (Monitor de Temperatura)
  9. DM1 (Módulo de Aquisição de Dados)
  10. MO (Monitor de Umidade)
  11. COMM-03 (Módulo de Comunicação)
  12. Software Sigma4net™ para diagnósticos e prognósticos das condições operativas dos transformadores da subestação.

Algumas das funcionalidades do software:

  • Acesso seguro via browser comercial;
  • Visualização on-line;
  • Banco de dados, relatórios gráficos e em tabelas;
  • Digitalização das principais medições dos sensores instalados no transformador;
  • Módulo de Manutenção da Refrigeração;
  • Módulo de Gradiente Final para previsão de temperaturas futuras;
  • Módulo de Manutenção do OLTC;
  • Sistema de indicação de alarmes;
  • Outras funções de TI.

Da relação de serviços constam:

  • Instalação e configuração do servidor;
  • Instalação e configuração do software;
  • Plano de inspeção e testes durante a implementação do sistema;
  • Treinamento de operação e manutenção do software para os operadores da subestação.
Back To Top